Saltar para o conteúdo principal da página

Recuperação da cobertura da Capela das Albertas

O Museu Nacional de Arte Antiga está instalado no palácio dos Conde de Alvor, um edifício do século XVII. O corpo mais recente do Museu incluiu também a Capela das Albertas, único vestígio de um convento que aí existiu no século XVI. Com esta empreitada reparámos o telhado e a fachada desta Capela, para depois iniciar os trabalhos de restauro do seu interior.

A cobertura da Capela das Albertas recebe descarga de águas das outras coberturas e as infiltrações têm degradado a sua decoração interior. Existem telhas partidas, deslocadas, porosas e caleiras danificadas. Foi por isso que fizemos uma intervenção de fundo para substituir a estrutura de madeira, a telha que a cobre e rever a rede de drenagem de águas pluviais. 

Estes  trabalhos vão permitir depois uma intervenção global de conservação e restauro dos elementos decorativos no interior da Capela – talha dourada, azulejaria e pintura decorativa sobre estuque, madeira e tela. Poderemos assim devolver ao visitante uma memória única desta zona de Lisboa.

 

 

  • Projeto e fiscalização: DGPC / Departamento de Estudos, Projetos, Obras e Fiscalização
  • Arquitectura: Luísa Cortesão
  • Engenharia civil: Albertina Rodrigues
  • Coordenação de segurança em obra: Júlio Antunes      
  • Entidade executante: STB, Reabilitação do Património Edificado, Ld.ª
  • Valor (IVA incluído): 50.222,10 €
  • Prazo de execução: 60 dias
  • Data de conclusão: Dezembro 2013