Saltar para o conteúdo principal da página

Museu Nacional de Arqueologia

O Museu Nacional de Arqueologia (MNA), tem coleções muito vastas e foi concebido pelo seu fundador, José Leite de Vasconcelos, como um “Museu do Homem Português” que “procura reunir elementos materiais que concorram para o conhecimento total da vida do homem... tudo o que defina caracteristicamente o nosso povo”. Ao longo da sua história, o MNA acumulou um notável acervo, distribuído por núcleos muito diversificados: arqueologia, etnografia, ourivesaria, numismática e medalhística, epigrafia pré-latina e latina, escultura, documentação escrita, mosaicos, antropologia física, etc., núcleos a que se acrescentam as notáveis «coleções comparativas» estrangeiras, arqueológicas e etnográficas, (com destaque particular para as do Antigo Egipto e da Casa Real portuguesa), e diversos legados e doações. A parte principal do seu acervo é, no entanto, constituída por vastíssimas coleções de Arqueologia portuguesa dos períodos pré e proto-histórico, romano, árabe e medieval.

O Museu Nacional de Arqueologia foi fundado em 1893, sob a designação de ‘Museu Ethnográfico Português’, sendo nomeado seu diretor o Doutor José Leite de Vasconcelos. As primeiras instalações situavam-se na Academia da Ciências de Lisboa e está instalado desde 1903 no antigo dormitório do Mosteiro dos Jerónimos, tendo sido aberto ao público em 22 de Abril de 1906. Começado a construir no início do século XVI (1501), o Mosteiro representa o próprio paradigma do estilo Manuelino, tendo sido declarado Património mundial em 1983. Em 1929, o museu passou a ser dirigido por Manuel Heleno iniciando-se um segundo ciclo na vida da instituição, marcado por campanhas de intensas escavações arqueológicas entre 1930 e 1960 o que veio a aumentar grandemente as suas reservas, tornando-se a principal instituição museológica e arqueológica nacional e uma das principais no âmbito europeu.

Conteúdos editados pela DDCI.

Contactos e
Localização

Tutela:
DGPC
Director(a):
António Carvalho
Endereço:
Edifício dos Jerónimos, Praça do Império 1400-206 Lisboa
GPS:
Lat: 38,69744796990411 Long: -9,207142703179898
Telf(s):
+351 213 620 000
Fax(s):
+351 213 620 016
E-mail:
geral@mnarqueologia.dgpc.pt
Site:
http://www.museuarqueologia.pt/

Comboios: Linha de Cascais (Estação de Belém)
Autocarros urbanos: 714, 727, 728, 729, 751 (Carris) 113, 149 (Vimeca)
Eléctricos: 15
Barco: Estação Fluvial de Belém

Estacionamento: Próximo do Museu.

Terça-feira a domingo das 10h00 às 18h00 (última entrada às 17h30).

Encerrado: Segunda-feira, 1 de janeiro, domingo de Páscoa, 1 de maio, 13 de junho, 24 e 25 de dezembro.

Ingresso

Bilhete normal: 5,00 €

Bilhética geral DGPC - consulte aqui

Bilhética on-line DGPC - adquira aqui

Condições de ingressos nos Museus e Monumentos da DGPC (despacho nº 6474/2014) - consulte aqui

Isenções:

1º Domingo de cada mês. Exclusivo para visitas individuais e pequenos grupos.
Todos os elementos de grupos superiores a 12 pessoas pagam bilhete.
Crianças e jovens até aos 12 anos inclusivé*
Visitantes em situação de desemprego residentes na União Europeia*
Visitantes com mobilidade reduzida (60% de incapacidade comprovada documentalmente) e 1 acompanhante.
Membros do ICOM, ICOMOS e APOM
Investigadores, /conservadores/restauradores, profissionais de museologia e/ou património em exercício de funções *
Associações culturais (Exclusivamente grupos de amigos de museus, monumentos, palácios, castelos e sítios arqueológicos)*
Voluntários em exercício na Direção-Geral do Património Cultural e 1 acompanhante*
Jornadas Europeias do Património (Domingo)
Dia Internacional dos Monumentos e Sítios - 18 de Abril (Exclusivamente para os Monumentos sob tutela da DGPC)
Dia Internacional dos Museus - 18 de Maio (Exclusivamente para os museus e palácios sob a tutela da DGPC)
Noite dos Museus e 5ªas á Noite (No acesso às atividades organizadas no âmbito do respetivo programa organizado pela DGPC)
Profissionais de atividade turística mediante apresentação de comprovativo de registo no RNAAT
Jornalistas em exercício de funções* mediante comunicação prévia
Funcionários da DGPC* e 3 acompanhantes
Professores e alunos de qualquer grau de ensino, incluindo Universidades Sénior ou de 3ª Idade, quando comprovadamente em visita de estudo e mediante marcação prévia confirmada pela Direção do SD*
Funcionários da DGPC* e 3 acompanhantes
Grupos credenciados de Instituições Portuguesas de Solidariedade Social ou de Áreas de Ação Social de Autarquias ou outras Instituições de Interesse Público mediante autorização prévia da Direção da DGPC

* Mediante comprovação documental.

Descontos:

Visitantes com idade igual ou superior a 65 anos* - 50%
Cartão de estudante não enquadrado em visita de estudo - 50%
Cartão Jovem - 50%
Bilhete Família (a partir de 4 elementos com ascendência directa de 1º grau ou equiparado) - 50%
Protocolos com entidades terceiras - 20%
Aquisições superiores a 250 bilhetes por tipologia e com antecipação mínima de 48h - 7,5%
Aquisições superiores a 500 bilhetes por tipologia e com antecipação mínima de 48h - 10%
Aquisições superiores a 1000 bilhetes por tipologia e com antecipação mínima de 48h - 15%

* Mediante comprovação documental.

Bilhetes Circuito
Praça do Império: Mosteiro dos Jerónimos + Torre de Belém + Museu Nacional de Arqueologia - 16,00 €
Jerónimos: Mosteiro dos Jerónimos + Museu Nacional de Arqueologia - 12,00 €
Cais da História - 6 Museus de Belém (Mosteiro dos Jerónimos + Torre de Belém + Museu Nacional de Arqueologia + Museu de Arte Popular + Museu Nacional de Etnologia + Museu dos Coches) - 25,00 €

NORMAS GERAIS
É obrigatória marcação prévia para grupos superiores a 50 pessoas.
Os descontos de quantidade não se aplicam a Bilhetes de Circuito.
Todos os descontos aplicados a bilhetes individuais são aplicáveis a Bilhetes de Circuito e a visitas guiadas com exceção das visitas guiadas fora do horário de funcionamento.
Os vouchers emitidos na aquisição antecipada de bilhetes têm a validade de 1 ano.
Os descontos não são acumuláveis.
É proibido fumar ou comer em qualquer local do circuito de visita.

Acolhimento;

Loja;

Exposições;

Serviço Educativo 

Centro de Documentação / Biblioteca (responsável / Lívia Cristina Coito); Especialização: Arqueologia e etnografia e vários fundos documentais, como manuscritos, livro antigo e arquivos pessoais como o de José Leite de Vasconcelos e Manuel Heleno.

Horário da Biblioteca:De 2.ª a 6.ª, entre as 10h00 e as 17h00.Abre no primeiro sábado de cada mês, entre novembro e junho.Estará aberta nos dias: 7 de novembro, 5 de dezembro, 9 de janeiro, 6 de fevereiro, 5 de março, 2 de abril, 7 de maio e 4 de junho.

- Auditório: Retro projetor, projetor de diapositivos, de vídeo, mesa de controlo de som, data show. Lugares/ 70.

- Outros: Apoio a investigadores.

Mais informações em: http://www.museuarqueologia.pt/ 

O Serviço Educativo do Museu Nacional de Arqueologia organiza Visitas guiadas, Ateliers pedagógicos, diversas ações ligadas ao Dia Internacional dos Museus/Noite dos Museus, entre outras atividades. Os principais destinatários são as escolas, os professores mas qualquer grupo de público poderá solicitar o apoio deste serviço.

 


Consulte aqui:


Contactos /reservas:

Maria José Albuquerque (Responsável)

Tel.: +351 213 620 000;

Fax: +351 213 620 016;

E-mail: servicoseducativos@mnarqueologia.dgpc.pt 

Para saber mais

Publicações Periódicas 

O Arqueólogo Português 

• Índices dos vols. 1-30 da I série, 1973

• Série III 

- vol. 6, 1972

- vol. 7/9, 1974/77

• Série IV 

- vol. 1, 1983, ed. em 1983

- vol. 2, 1984, ed. em 1986

- vol. 3, 1985, ed. em 1986

- vol. 4, 1986, ed. em 1987

- vol. 5, 1987, ed. em 1990

- vol. 6/7, 1988/89, ed. em 1993

- vol. 8/10, 1990/92, ed. em 1997

- vol. 11/12, 1993/94, ed. em 1999 

- vol. 13/15, 1995/97, ed. em 1999

- vol. 16, 1998, ed. em 2001

- vol. 17, 1999, ed. em 2001 (Actas do 1º Enc. Nacional de Museus com Colecções de Arqueologia)

- vol. 18, 2000, ed. em 2003

- vol. 19, 2001, ed. em 2003

- vol. 20, 2002, ed. em 2003

- vol. 21, 2003, ed. em 2004

- vol. 22, 2004, ed. em 2005

- vol. 23, 2005, ed. em 2006

- vol. 24, 2006, ed. em 2006

• Suplementos a O Arqueólogo Português 

- Nº 1 – Epistolário de José Leite de Vasconcelos, 1999

- Nº 2 – Apontamentos sobre a utilização do osso no Neolítico e Calcolítico da Península Ibérica, 2004

- Nº 3 – Actas do VIII Congresso Internacional de Estelas Funerárias, 2006

- Nº 4 – As Necrópoles de Silveirona (Santo Estêvão, Estremoz). Do mundo funerário à Antiguidade Tardia, 2008

 

Monografias 

• Cartilha em Tamul e Português (fac-simile), 1970 

• Cancioneiro Fernandes Tomás (fac-simile), 1971

• Cerâmicas e Vidros de Torre d’Ares, 1994

Roteiros e Catálogos 

• Antiguidades Egípcias, 1993

• Inventário do Museu Nacional de Arqueologia 

- Colecção de Ourivesaria, vol. I: do Calcolítico

- à Idade do Bronze, 1993

• Inventário do Museu Nacional de Arqueologia 

- Colecção de Escultura Romana, 1995

• Tesouros da Arqueologia Portuguesa, 1980

• Tesouros da Arqueologia Portuguesa, 1980

• Portugal: das Origens à Época Romana, 1989

• Portugal: from its origins through the Roman Era, 1989

• Portugal: des Origines à l'Époque Romaine, 1989

• Um Gosto Privado, um Olhar Público: Doações, 1994

• A Idade do Bronze em Portugal – discursos de poder, 1995

• De Ulisses a Viriato. O primeiro milénio a. C., 2000

• O povoado de Leceia, 1997

• Portugal Romano. A exploração dos recursos naturais, 1997

• Portugal Islâmico. Os últimos sinais do Mediterrâneo, 1998

• Vidros Romanos da Croácia, 1998

- português 

- italiano 

• Reguengos de Monsaraz: territórios megalíticos, 1999

• Reguengos de Monsaraz: territórios megalíticos: guia da exposição = megalithic boundaries: exhibition guide, 1999

• Por terras de Viriato: arqueologia da região de Viseu, 2000

• Palácio Almoada da Alcaçova de Silves, 2001

• De Scallabis a Santarém, 2002

• O Mosaico das Musas, 2002

• Religiões da Lusitânia, 2002 – capa dura

• Religiões da Lusitânia, 2002 – capa mole

• Religiões da Lusitânia, 2002 – roteiro

• Religiões da Lusitânia, 2002 – guia

• Tavira: Território e Poder, 2003

• Mosaicos Romanos nas Colecções do MNA, 2005

• Vasos Gregos em Portugal, 2007

• Sit Tibi Terra Levis, 2008

• José Leite de Vasconcelos. Fotobiografia, 2008

• Impressões do Oriente: de Eça de Queiroz a Leite de Vasconcelos, 2008

FAQ

 

Última actualização: 19 Janeiro 2017

Rede Portuguesa de Museus

A Rede Portuguesa de Museus (RPM) é um sistema organizado de museus, baseado na adesão voluntária, configurado de forma progressiva e que visa a descentralização, a mediação, a qualificação e a cooperação entre museus.

A Rede Portuguesa de Museus é composta pelos 146 museus que atualmente a integram. A riqueza do seu universo reside na diversidade de tutelas, de coleções, de espaços e instalações, de atividades educativas e culturais, de modelos de relação com as comunidades e de sistemas de gestão.

+ Monumentos e Museus DGPC